top of page
Search

Menção Honrosa ao professor Messias Ramos Costa, por sua participação, desenvolvimento de trabalhos e mobilização da escola.




Nas capacitações de implementação do projeto Tom do Pantanal, costumamos dizer de forma incisiva, às vezes até repetitiva, que esse material é flexível, pode ser explorado de diferentes formas, e que o contexto de cada escola precisa ser levado em consideração. O concurso Prêmio Tom do Pantanal possibilitou a constatação de que essa dica ficou presente em todos os professores. Os registros dos diferentes processos de trabalho revelam a preocupação em contextualizar o projeto e integrá-lo a outros já em desenvolvimento nas escolas. Os participantes dialogaram com o Kit tornando-o mais próximo das realidades escolares e, conseqüentemente, mas vivo. O trabalho desenvolvido por um professor surdo, Messias Ramos Costa, foi escolhido para representar essa flexibilidade do Kit. Desde o começo, o professor e a Escola Inclusiva Classe 01 de Brazlândia, que integra alunos surdos, procuraram dialogar com o material oferecido, embora ele não incluísse certas especificidades que alguns de seus alunos necessitam, transpondo qualquer barreira, adaptando e criando soluções para os seus problemas. Acreditando que o esforço, a dedicação e o compromisso do professor Messias Ramos Costa foram determinantes para o sucesso do projeto Tom do Pantanal na Escola Classe 01 de Brazlândia, a comissão julgadora do concurso decidiu conferir uma Menção Honrosa a esse profissional. Que os trabalhos e projetos desenvolvidos com suas turmas no Espaço Inclusão sirvam de exemplo a todos os professores que desejam uma escola mais democrática, inclusiva e participativa.




1 view0 comments

Recent Posts

See All
bottom of page