top of page
Search

Senado promove Semana de Valorização da Pessoa com Deficiência

06/12/2007 - 15:47





A partir da próxima terça-feira (11), o Senado realiza a III Semana de Valorização da Pessoa com Deficiência. A programação, que se estenderá até sábado (15), terá seu início no Plenário, às 14h30, com apresentação do Coral do Senado, regido pelo maestro e pianista João Carlos Martins.

Na ocasião, também será lançado carimbo comemorativo dos Correios, além da obliteração dos selos personalizados “Programa do Senado Federal de Acessibilidade e de Valorização da Pessoa com Deficiência” e “Ser Diferente é Normal”. A obliteração é o ato de carimbar oficialmente os selos.

Ainda na terça-feira, às 16h, haverá o lançamento da campanha “Pessoas que fizeram a diferença, pessoas que fazem a diferença, e você, que diferença pode fazer?”, no Salão Negro, seguido de apresentação de piano do maestro João Carlos Martins. Ele perdeu os movimentos das mãos após sofrer dois acidentes. Aos 20 anos estreou no Carnegie Hall, em Nova Iorque, e memorizou a obra completa de Bach para piano. Toca com apenas dois dedos em uma das mãos.

Debates

Logo após o lançamento da campanha, a jornalista da TV Senado Solange Calmon comandará talk show com a participação dos seguintes convidados: o diretor de responsabilidade social da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Guilherme Bara – cego desde os 14 anos, ele é praticante de atletismo e esportes de aventura -; o ator e produtor de espetáculo circense Marcos Frota; e o pianista João Carlos Martins. Participarão também do debate o professor da Universidade de Brasília Paulo César Marques da Silva – ele é especialista em educação no trânsito e defende o uso de bicicleta como meio alternativo de transporte; e Miguel Ramirez Sosa – ele já exerceu várias funções no Departamento de Trânsito (Detran) de Brasília, criou a primeira Escola Pública de Trânsito do país e é fundador da Associação Brasileira de Educadores de Trânsito (Abetran).

Durante todos os dias do evento será exibida a Mostra Internacional de Filmes sobre Deficiência “Assim Vivemos”.

Na quarta-feira, haverá, às 10h, audiência pública conjunta das Comissões de Assuntos Sociais (CAS) e de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) para a discussão do tema “Acessibilidade Urbana”. À tarde, no Salão Negro, a jornalista Solange Calmon apresentará outro talk show, desta vez com a coordenadora-geral para a Integração da Pessoa com Deficiência, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (Corde), Izabel Maior; a conselheira titular do Conselho Nacional do Direito da Pessoa Portadora de Deficiência (Conade) Ângela Canabrava Buchmann; a vereadora de São Paulo Mara Gabrille, que em 1997 fundou a organização não-governamental Projeto Próximo Passo; o artista Ney Matogrosso, que atua como voluntário no Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan); e o coordenador nacional do Morhan, Artur Custódio.

Participarão também do debate o deputado federal Eduardo Barbosa – atua junto às Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAEs) na preparação e capacitaçãode pessoas com deficiência para a inserção no mercado de trabalho, e Janilton Alves de Lima, lutador de Kung Fu que, com apenas um braço, conseguiu os títulos de campeão intermunicipal, de campeão estadual por três vezes, e de campeão brasileiro na categoria por duas vezes.

Na quinta-feira (13), será exibido, às 16h, no Salão Negro, o vídeo da campanha de doação de ossos do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), seguido de palestra com os médicos do instituto. A partir das 17h, haverá a exibição do vídeo sobre a formação de professores em educação inclusiva, da Faculdade de Educação da UnB, e também a exibição do filme “Do Luto à Luta”.

Na terceira rodada de debates comandados por Solange Calmon, o diretor de cinema Evaldo Mocarzel, produtor do documentário “Do Luto à Luta”, e o velejador e campeão olímpico Lars Grael, que perdeu a perna enquanto velejava, participarão da palestra. O debate contará também com a presença do diretor regional da Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (Feneis) Messias Ramos Costa; Melina Pedroso, pintora portadora de Síndrome de Down; e Paula Werneck e Helena Werneck. A primeira é presidenta do Instituto Meta Social. Paula, também com síndrome de down, é filha de Helena e garota-propaganda do projeto Ser Diferente é Normal.


Exposições


Os visitantes do Senado Federal, do dia 11 ao dia 13, poderão conhecer a demonstração do mouse ocular, na Biblioteca do Senado, das 9h às 13h. Durante os dias 11 e 15 de dezembro, haverá a exposição da campanha e de estandes institucionais, no Salão Negro. A Sociedade Pestalozzi de São Paulo fará exposição no Espaço Cultural Ivandro Cunha Lima, com divulgação do livro Celebridades, das 9h às 17h.



3 views0 comments

Recent Posts

See All

Comments


bottom of page